fbpx
Facebook

O que você precisa saber para começar sua estratégia de marketing no Facebook

Sumário

O Facebook tem mais de 2,74 bilhões de usuários ativos mensais. É o grande colosso da internet – e embora no imaginário das novas gerações a plataforma esteja definhando, marcas não podem ignorar seu tamanho e a importância da presença nessa rede social.

Com o passar dos anos, fazer negócios no Facebook mudou bastante, mas algumas diretrizes sobre como montar estratégias continuam as mesmas – afinal, tornar uma marca consistente passa por levantar questionamentos quase que atemporais.

Antes de qualquer coisa, você precisa se conhecer e conhecer o seu público. Tendo essa ideia, você desbrava o ambiente digital e suas regras. Montar as estruturas que sustentam a solidez visual e vocal da sua marca e para quem você comunica.

Para isso, você precisa definir seu público

Pergunte a si mesmo as seguintes questões: qual a faixa-etária do seu público-alvo? Onde é que eles vivem? Que tipo de empregos eles têm? Quais são seus desafios? Como e quando eles usam o Facebook?

Para começar, certifique-se de entender os dados demográficos básicos do Facebook. Depois de saber quem usa a plataforma, dê uma olhada no Facebook Audience Insights. Use a ferramenta para se aprofundar nos detalhes essenciais sobre clientes em potencial. Você pode usá-la para encontrar informações sobre coisas como: gênero, educação, status de relacionamento, localização, atividade de compra.

Sempre tenha uma ideia clara de quem exatamente você está tentando alcançar. Tendo isso em mente…

Estabeleça metas

Pode ser tentador se concentrar em métricas de vaidade, como acumular curtidas. Mas, ao menos que essas curtidas façam parte de um plano de marketing mais amplo, elas não proporcionarão um grande retorno.

Para que sua estratégia no Facebook seja eficaz, você precisa ter metas claras vinculadas a objetivos de negócios reais. As metas serão diferentes para cada empresa, mas todas devem se concentrar em ações que tenham um impacto real em seus resultados financeiros. Por exemplo:

  • Gerar leads;
  • Aumentar as conversões em seu site;
  • Melhorar o atendimento ao cliente.

Parece bem amplo, não? Mas esse é só um ponto de partida. Em seguida, você precisa tornar seus objetivos muito mais específicos e mensuráveis. Tudo o que você faz no Facebook – cada postagem, cada comentário, cada anúncio – deve funcionar para apoiar seus objetivos. E esse emaranhado de ações precisa ser sólido, dando consistência de voz e visual para sua marca. 

Depois de definir suas metas, você precisa criar um plano de como alcançá-las.

Uma parte importante desse plano é determinar a combinação certa de conteúdo. A recomendação é começar com a regra 80-20 ou a regra dos terços das redes sociais.

Se você seguir a regra 80-20: use 80% de suas postagens no Facebook para informar, educar e entreter. Use os outros 20% para promover sua marca. Lembre-se de que usar o Facebook para negócios é construir relacionamentos e a autopromoção não é uma ótima maneira de fazer isso. Mas se você fornecer valor suficiente, seu público estará aberto para aprender sobre seus produtos e serviços nos 20% das postagens que são mais focadas em vendas.

A regra dos terços da mídia social também prescreve uma boa combinação de conteúdo valioso versus postagens promocionais: um terço do seu conteúdo deve compartilhar ideias e histórias; um terço deve envolver interações pessoais com seus seguidores; e o terço restante pode promover seu negócio. O objetivo é fornecer mais valor do que material promocional para manter os seguidores envolvidos.

O algoritmo do Facebook sempre penalizará as marcas que pressionam demais as vendas. O Facebook deseja que os feeds de notícias de seus usuários estejam repletos de conteúdo que eles desejam curtir e compartilhar.

A parte final desse planejamento é determinar quando e com que frequência postar. Isso exigirá algumas tentativas e erros (usando dados de engajamento coletados do Page Insights). 

Otimize sua página do Facebook

Se entendemos que precisamos analisar um público, para definirmos metas e traçarmos um plano, de nada adianta se as pessoas não te encontrarem de uma forma simples, atrativa e direta. Dica: faça um esforço extra na imagem de capa do seu feed, pois é a primeira coisa que as pessoas verão ao visitar sua página.

Claro, se você quiser que as pessoas compartilhem seu conteúdo, você precisa ter certeza de que o conteúdo que você posta no Facebook é altamente compartilhável. Criar conteúdo valioso e divertido que os seguidores terão prazer em compartilhar com suas conexões é a melhor maneira de expandir seu alcance orgânico.

Vale a pena repetir aqui que o Facebook é uma rede social. Se você não está envolvido com sua página, por que seus seguidores deveriam estar? Seguidores que se pegam falando no vazio abandonarão sua página por marcas mais responsivas.

Seu mantra é responder, responder, responder. Responda a cada mensagem e comentário. 

Por fim, certifique-se de que sua página esteja atualizada. Agende uma auditoria regular para verificar e remover qualquer conteúdo desatualizado. Certifique-se de que sua seção “Sobre” seja precisa e esteja em dia.

Facebook Business Manager

Depois de deixar a casa arrumada, é uma boa ideia configurar o Facebook Business Manager. O Facebook chama o recurso de “um balcão único para gerenciar ferramentas de negócios”.

É uma ferramenta que permite que você gerencie suas postagens orgânicas e pagas no Facebook. Ele também permite que você trabalhe de forma eficaz com membros da equipe, contratados e agências externas.

Anúncios e o pixel do Facebook

Só porque você postou algo em sua página do Facebook, isso não significa que todos os seus seguidores verão. Na verdade, você pode se surpreender com a porcentagem de seguidores que suas postagens orgânicas provavelmente alcançarão: para páginas com menos de 10.000 seguidores: 8,18% de alcance orgânico; para páginas com mais de 10.000 seguidores: 2,59% de alcance orgânico.

Isso ocorre porque o algoritmo do Facebook prioriza as postagens de perfis pessoais. Felizmente, você pode estender seu alcance usando os anúncios do Facebook.

Como qualquer anúncio, no Facebook é o conteúdo que você paga para compartilhar com um público-alvo específico. É tudo uma questão de mostrar sua marca aos olhos certos e alcançar suas metas de conversão.

O Facebook tem opções de publicidade projetadas para objetivos de negócios dentro e fora da rede – desde o reconhecimento da marca e engajamento até a instalação de aplicativos e visitas à loja.

Uma observação importante aqui: mesmo se você não planeja usar anúncios do Facebook imediatamente, é uma boa ideia configurar o pixel do Facebook desde a criação da sua página. O pixel é um código simples que você coloca em seu site para: rastrear conversões; remarketing para pessoas que já visitaram seu site; e criar públicos-alvo personalizados para anúncios futuros.

O pixel começará a coletar dados assim que você colocá-lo em seu site, então você terá informações de remarketing e de público-alvo prontas quando iniciar sua primeira campanha.

Por fim, medir e refinar

O marketing do Facebook não é uma estratégia do tipo “configure e esqueça”. Você precisa acompanhar e medir o desempenho para ver o que funcionou e o que não funcionou. Isso revelará como você pode melhorar sua estratégia no futuro.

O Facebook oferece rastreamento integrado de engajamento do público por meio do Facebook Insights. Você pode medir: gostos; alcance (quantas pessoas viram suas postagens); engajamento (quantas pessoas gostaram, clicaram, compartilharam ou comentaram); quais das suas postagens resultam em pessoas que não curtiram sua página.

Além de rastrear seu sucesso, é importante usar as informações sobre o que está funcionando e o que não está para fazer ajustes em sua estratégia. Os dados mostrarão o que você deve continuar fazendo e quais táticas você precisa ajustar.

Por meio de um ciclo contínuo de definição de metas, medição de resultados e ajustes de estratégia, você pode melhorar seu desempenho ao longo do tempo.