fbpx
Estratégia de negócios

Definindo a estratégia de negócios: como começar a escalar

Sumário

Uma vez feita a otimização de processos, chegou a hora de escalar! Por isso, definir o objetivo dessa escalada, assim como o caminho e a estratégia de negócios para chegar lá são partes vitais para começar essa etapa da forma mais indicada.

Diferente do planejamento estratégico para gestão, que foca o dia a dia do negócio ou no máximo de um futuro próximo, o planejamento para escalar deve considerar um futuro mais distante. Consequentemente, terá estratégias de longo prazo também.

Para começar, o mais indicado é analisar o que você quer para o seu negócio no futuro e também como ele está hoje.

Estratégia de negócios: analise hoje para escalar amanhã

Para escalar, é preciso ter claro o que você quer para o futuro do negócio. Acredite: por mais que possa parecer simples, as possibilidades são infinitas. Para ajudar, um primeiro passo é definir o tipo de escalada que seguirá.

Tipos de escalada

Talvez você não sabia ou não tinha pensado sobre isso ainda, mas há formas diferentes de escalar um negócio. Assim como há tipos diferentes de empresas, a escalada pode fazer com que o seu empreendimento tome rumos completamente diferentes que o seu concorrente atual mais ferrenho, por exemplo. Por isso, é bom ter certeza do que quer para o futuro dela.

Na escalada horizontal, o objetivo é expandir o negócio focando em dominar um segmento. Ela é uma estratégia mais abrangente, e muitas vezes os negócios passam a trazer mais variedades de produtos para atingir cada vez mais uma parcela maior do público. Um exemplo é a Amazon, que começou focada em venda de livros e hoje é um marketplace onde é possível achar de tudo: desde eletrônicos até filmes.

Já a vertical é o contrário, focando cada vez mais em um público específico. Sua abrangência não é tão grande, porque ela atua em um determinado nicho do mercado. Em compensação, há grandes chances de o negócio virar referência na entrega de um determinado tipo de produto ou serviço.

Outras definições

Decidido o tipo de escalada que você quer para o seu negócio, outras perguntas devem ser feitas para ajudar a definir melhor esse futuro. Algumas delas são:

  • Por que o negócio seguirá esse caminho?
  • Qual valor ele trará para os clientes que não traz hoje?
  • Como a empresa será vista pelos clientes e pelo mercado?
  • Qual será o seu diferencial?

Uma vez definida a ideia de como será a empresa no futuro, é preciso analisar como ela está agora. Afinal, é preciso entender qual o ponto de partida antes de decidir quais as estratégias que ligarão o futuro com o presente.

Definição de estratégia de negócios hoje: o ponto de partida para escalar um negócio

Como já citamos, o ideal é que o ponto de partida da escalada seja uma empresa que funciona bem e sem gargalos. No entanto, é preciso também analisar todo o cenário da empresa, tanto em termos externos quanto internos. Lembrando que não há espaço para vaidade nessas análises: seja realista quanto ao lugar que o seu negócio ocupa e também em relação às fraquezas dele.

Análise interna: ponha no papel tudo sobre o cenário interno, o que a empresa faz, como são os processos, os pontos fortes do negócio e os pontos fracos também. É importante definir quais os maiores desafios enfrentados pela empresa, assim como as oportunidades de crescimento e como estão os recursos dela.

Análise externa: estude o máximo que puder sobre o mercado, como estão os concorrentes e quais as possíveis tendências que estão emergindo. Mapeie também as oscilações que ocorreram e como o seu negócio reagiu, assim como as que podem ocorrer devido a crises externas. Obviamente há situações inesperadas que ninguém consegue prever, então são só estimativas.

Tendo uma boa noção de todo o cenário da empresa atualmente e onde ela quer chegar, é hora de elaborar o caminho para isso.

Metas: como definir e cuidados

Aqui é a hora de definir os possíveis rumos para levar a sua empresa do estágio atual para o desejado. Nesse ponto, certifique-se que definições acerca do futuro do negócio referente a produtos, propostas de valor, benefícios e serviços já foram tomadas e sejam coerentes entre si. Por exemplo: se você optou por uma escalada vertical, não adianta ter nos planos a elaboração de produtos de outros mercados. 

Tendo isso em mãos, é hora de definir as metas. Como estamos falando de um futuro mais distante, uma das maiores premissas deve ser a flexibilidade das metas e objetivos que forem escolhidos. Isso, porque durante este longo caminho para escalar o negócio elas podem se provar infrutíferas ou outra opção melhor pode aparecer. Dessa forma, será preciso recalibrá-las ou fazer mudanças mais profundas.

Para decidir quais serão as metas utilizadas, é preciso entender quais são os indicadores mais importantes utilizados na gestão da sua empresa hoje. Como dito, eles podem mudar, mas já serão de grande ajuda para traçar ideias de rumos possíveis. Por exemplo, faturamento é um indicador muito utilizado para medir o crescimento do negócio. Onde você quer que ele esteja depois de escalar o seu negócio? Onde ele está agora? Defina os números a partir dessas questões.

Outro fato que você perceberá é que ao definir uma meta ela pode puxar ou provocar a necessidade de criar outras. Afinal, a meta pode ser um faturamento X, mas o que será feito para alcançá-lo? Aumentar a capacidade produtiva? Oferecer mais produtos? Quais serão os custos da empresa para isso? Terá uma meta de redução de custos?

O processo para definir as metas é longo e contínuo, ainda mais quando se fala em escalar um negócio. Ao mesmo tempo em que elas devem apontar um caminho claro a ser seguido, com números bem definidos e estratégias claras, também devem ser constantemente analisadas e reformuladas. Não deixe de sempre reavaliar as estratégias e objetivos traçados para a empresa. Tanto o mercado pode seguir caminhos que você não esperava, como o seu negócio pode fazer uma descoberta e ter uma oportunidade inesperada, mas totalmente fora do planejado.

Lembre-se: escalar um negócio é uma maratona, não um sprint.