fbpx
Network

Network: como fazer para ajudar a expandir o seu negócio

Sumário

Muito se fala sobre fazer network, mas pouco sobre como se faz. E mais importante: o que não se deve fazer. Se o termo é novidade para você, saiba que fazer network é equivalente a fazer uma rede de contatos e relacionamentos. Quando falamos de networking para negócios, trata-se de se aproximar das pessoas certas como uma forma de aprender com elas e também de abrir oportunidades futuras para o seu negócio.

É bom deixar claro que os relacionamentos criados para network são contatos profissionais e não amizades para a vida – o que não impede que eles se tornem isso, mas até lá levará tempo. Por isso, é essencial que esse relacionamento seja uma via de mão dupla: tanto ele seja de alguma ajuda para você, quanto você também seja para ele. 

As vantagens do network

Ter uma boa rede de contatos pode trazer inúmeras vantagens para um empreendedor e seu negócio. Uma delas é o aprendizado, uma vez que trocando experiências e informações com outros profissionais e especialistas do mercado é possível evitar erros que eles podem ter cometido ao longo das suas trajetórias. Outra é a abertura de um mundo de possibilidades: com os contatos certos, pode ser mais fácil conseguir investimentos e fazer parcerias.

Em poucas palavras, com bons contatos o seu negócio cresce mais rápido. Mas é preciso entender que nem todos os relacionamentos são vantajosos e alguns podem ser prejudiciais e uma perda de tempo para a sua empresa. Por isso, antes de mergulhar de cabeça no networking, é importante definir o que exatamente você quer.

Primeiro passo do network: entender o que quer

Apesar de algumas pessoas acharem que fazer network é só sair conversando por aí, a atividade na realidade demanda muita estratégia. Antes de se preocupar em gastar ou não tempo com contatos que não são úteis, primeiro é preciso saber o que quer desses relacionamentos.

Pode ser que você precise de contatos que sejam especialistas em marketing, para ter dicas de como desenvolver melhor essa área na sua empresa. Ou que procure por empreendedores que já escalaram o próprio negócio e possam compartilhar os aprendizados da jornada. Talvez o seu negócio precise de investimento e um investidor ou contato da área cairia como uma luva. Basicamente, existem inúmeras possibilidades, mas é preciso definir as suas necessidades de acordo com as estratégias definidas pela sua empresa e priorizá-las antes de fazer contato com quem interessar.

Uma vez decidido, não espere o contato cair do céu: é hora de partir para o ataque.

Segundo passo do network: fazer contatos

Hoje em dia, fazer contatos é muito mais fácil do que antigamente. Além de existir a possibilidade de fazê-los pessoalmente, é possível fazer contato pelas redes sociais, que podem ser grandes aliadas nesse momento. Antes de começar, no entanto, saiba que menos é mais e saber selecionar um bom network é uma lição importante.

Como selecionar bons contatos de network (e ser um)

Criar relacionamentos com outras pessoas é algo que demanda tempo e dedicação. Nesse cenário, a pior coisa que você pode fazer é focar em contatos ruins – pessoas que não acrescentam, limitando-se a absorver o seu conhecimento sem dar algo em troca, ou até profissionais que sejam mal vistos no mercado por alguma questão.

Ao mesmo tempo, ter muitos contatos faz com que você não consiga se dedicar igualmente a todos eles. Por isso, é bom selecionar os que são mais enriquecedores, ou seja, profissionais que tenham objetivos semelhantes, com influência e conhecimento do mercado e os quais você também consiga ajudar com a sua expertise.

Falando no que você pode oferecer, essa também é uma parte relevante do network, afinal é a sua moeda de troca. Toda experiência profissional é válida, então não descarte todos aprendizados que teve até agora, tanto como empreendedor como antes mesmo disso. Além disso, ser uma pessoa antenada, ligada em tendências e que está sempre estudando o mercado, assim como fazendo cursos, também é alguém com muito para oferecer.

Como fazer contato

A internet ajuda e muito no processo de criar um network, mas a questão é: apesar de ser importante ir atrás de quem importa, não adianta ir com muita sede ao pote. Em outras palavras, comece devagar e pelas pessoas que já conhece, trocando ideia sobre o que elas acham do seu negócio e dos próximos passos que pretende dar, por exemplo. Além de aproveitar o feedback, saiba que elas também são porta de entrada para uma rede nova, que pode ser muito valiosa.

Afinal, se você sabe que um dos seus conhecidos, desde ex-colegas de trabalho a ex-chefes, têm um contato que lhe interessa, é muito mais fácil aproximar-se dele, e pedir se ele poderia apresentá-lo do que chegar diretamente na pessoa sem referência nenhuma. É importante entender que independente de ter focado nisso ou não, você já tem uma rede, mas é preciso trabalhá-la e selecionar quem realmente importa.

Lembre-se que fazer network é uma estratégia para escalar seu negócio e é um tipo de trabalho que deve ser levado a sério. Por isso, dedique-se: esteja presente nas redes sociais, interaja com contatos interessantes curtindo e comentando suas postagens e também participando de grupos de profissionais de áreas que lhe interessem.

Terceiro passo do network: ir além

Para chegar ao terceiro passo, será preciso investir uma boa parte do seu tempo criando esses relacionamentos. É muito possível que até aqui o seu negócio já tenha se beneficiado diretamente da sua troca e aprendizado com outros profissionais, mas essa vantagem pode ser ainda maior.

Um dos objetivos muito comuns do network é fazer contatos para parcerias entre empresas. As vantagens disso podem ser inúmeras: escalar o seu negócio, alcançar um novo mercado e público, inovar com produtos diferentes do usual, entre outros. Assim como o network em si, as parcerias precisam ser interessantes para os dois negócios.

Por isso, se você perceber que a sua empresa tem uma grande sinergia com outra de um dos seus contatos, avalie as possibilidades de firmar uma parceria com ele e o que cada um dos lados ganharia com isso. Depois, é só propor e ver o que ele acha.

Quer saber como o network ajuda a escalar seu negócio? Confira nosso guia completo!