fbpx
Networking

Networking: como contatos fazem a diferença na jornada do empreendedor

Sumário

Iniciar a jornada do empreendedor não é para qualquer um, mas uma vez dentro dela, alguns macetes podem ajudar a torná-la bem menos complicada. Um deles é a importância de investir tempo criando uma rede de contatos, também conhecida como networking. Essa atividade pode acelerar o crescimento de um negócio, por exemplo, ao prevenir um empreendedor de cometer os mesmos erros que os outros já fizeram. Mas sua importância não se resume a isso…

A importância do networking na jornada do empreendedor

O networking é essencial por expandir as oportunidades de um negócio e, na jornada do empreendedor, isso pode significar ter muito mais chances de sucesso do que sozinho. Em poucas palavras, essa atividade trata de uma grande troca entre os envolvidos, mas atenção: não é qualquer uma! Por ter uma origem profissional, é muito importante que essa troca seja muito enriquecedora para todo mundo, favorecendo tanto em termos de contatos, como de conhecimento ou mentorias, entre outros.

É a partir da aproximação a outros empreendedores que estão ou no mesmo estágio ou em um mais avançado da jornada do empreendedor que podem ocorrer aprendizados muito grandes. Afinal, por meio de conversas sobre experiências e até falhas ao longo do caminho, é possível evitar cometer erros similares e entender estratégias que funcionam melhor que outras. Resumindo, é quase como cortar o caminho.

No entanto, durante esse caminho há ainda mais vantagens. Enquanto o networking expande, o capital social do empreendedor também aumenta. Isso significa que além de suas experiências profissionais, ele se torna cada vez mais um contato interessante e requisitado por ter uma rede influente. Mas para chegar a esse nível é importante levar o networking a sério e fazer um verdadeiro plano de ação!

Plano de ação para um bom networking

Fazer um bom networking é uma atividade que conta com muita estratégia e planejamento. Não é só se aproximar de profissionais da área e começar a puxar papo que está garantido. Até porque nem todo mundo vai ser interessante para você, mas para entender melhor, vamos ao primeiro passo!

Tenha um objetivo

Antes de agir, é recomendado entender qual o momento do seu negócio e como ele e você podem se beneficiar de algumas mentorias. Se estiver no início da jornada do empreendedor, talvez existam dúvidas sobre as melhores formas de lançar um produto no mercado ou fazer o teste de MVP, por exemplo. Nesse caso, é interessante focar em profissionais com negócios que já passaram dessa fase e que poderiam preencher essas lacunas. O mesmo vale para se houver dúvidas em relação ao mercado, a público, a investimentos, entre outros – o importante é entender as suas maiores fraquezas e procurar quem possa fortalecê-las.

Uma vez mapeados os pontos de melhora, é interessante pesquisar sobre profissionais que são referência no setor. É muito provável que eles sejam de difícil acesso, mas pode ser que você tenha um conhecido em comum que possa lhe apresentar ou que ele esteja confirmada em algum evento da área que você também vai. Aqui é importante tomar cuidado para não ser invasivo, mas vamos falar mais profundamente de como entrar em contato mais adiante.

Apesar de ser muito importante ter contatos de referência no planejamento, isso não significa descartar eventuais conhecidos que possam surgir. Além das grandes referências serem de difícil acesso, outros profissionais desconhecidos também podem acrescentar muito à jornada do empreendedor. No entanto, é preciso ficar atento ao quanto eles têm a oferecer, pois se não for significativo é melhor nem gastar seu tempo. Pode parecer cruel, mas fazer networking demanda muito tempo e o ideal é que ele seja gasto com quem pode ajudar de alguma forma.

No geral, tudo é uma questão de planejamento e pesquisa, mas é preciso tomar cuidado com uma coisa: ter o que oferecer, tópico que será abordado a seguir.

Tenha o que oferecer

Assim como é preciso ter muito cuidado ao escolher quem merecerá o seu empenho e tempo, os outros profissionais provavelmente serão tão ou mais criteriosos que você. Dessa forma, saiba que ao fazer networking, você está sendo constantemente avaliado e é importante provar que é um bom contato. Aqui diversos fatores podem jogar a seu favor. Se você tem uma carreira em empresas de peso e ao longo dela adquiriu muito conhecimento é algo muito interessante, assim como se você tem uma rede de contatos com referências também, e por aí vai. O importante é mostrar que você não é um contato dispensável, pelo contrário.

Tenha estratégia para ir atrás

A pior coisa que você pode fazer é se aproximar de uma referência da área de uma forma invasiva e correr o risco de se queimar com ela (e consequentemente os contatos dela) para sempre. Portanto, aqui entra mais uma parte bem estratégia do networking, que é exatamente a de como ir atrás de contatos.

A forma mais indicada é ter algum conhecido em comum que possa fazer a introdução. Ela é a melhor maneira de se aproximar exatamente porque conta com uma referência fazendo a intermediação, ou seja, já de cara revela que você tem um bom networking – e que sabe como usá-lo. Dessa forma também é possível pegar algumas dicas sobre esse contato com o conhecido que fará a mediação, o que vai depender muito do seu grau de intimidade com ele e do dele com o contato em questão.

Outra forma muito comum de conseguir acesso a um contato é por meio de eventos, que podem ser tanto sobre empreendedorismo no geral quanto de alguma área específica. Nos intervalos ou na hora do almoço, estude se há alguma forma de puxar papo e se apresentar para o profissional. Se tiver sucesso, tente aprofundar a conversa para falar dos negócios e provar o seu valor como contato para ele.

Por fim, outra maneira que tem se tornado cada vez mais comum é por meio das redes sociais, em especial pelo Linkedin. Nessa estratégia é tanto possível se aproximar por um contato em comum quanto diretamente, adicionando e mandando uma mensagem. O diferencial da rede, no entanto, está na possibilidade de poder se projetar escrevendo artigos e interagindo com a comunidade, o que ajuda a criar networking mesmo à distância.