fbpx
Planejamento estratégico

Como fazer um planejamento estratégico de sucesso para suas redes sociais

Sumário

Presença nas redes sociais é imprescindível para posicionar um negócio, mas o que muitos ignoram é a importância de fazer um planejamento estratégico. Se não há uma estratégia e objetivos, o seu perfil nas plataformas pode não atingir as expectativas e gerar frustrações ou até resultar na desistência do canal, o que pode ser uma perda considerável de público.

Para isso não acontecer, apostar em um planejamento estratégico para as redes sociais é imprescindível e, se possível, é importante contar com uma equipe com profissionais especializados. Confira abaixo dicas de como fazer uma boa estratégia para posicionar seu negócio nas redes:

Planejamento estratégico e objetivos

Como dito, apostar em um planejamento estratégico é um passo importante na direção de uma presença significativa nas redes sociais, o que significa mais clientes e vendas. Por isso, antes de criar perfis em todas as redes, entenda o que exatamente você quer para o seu negócio.

Existem inúmeros caminhos que você pode seguir ao criar um perfil em uma rede social. No entanto, alguns são mais comuns para marcas e empresas, como por exemplo:

  • Percepção de marca: uma boa opção para tornar o seu negócio conhecido, fazendo com que o público entre em contato com a marca e lembre dela. É uma estratégia que tem um foco em falar muito da empresa e suas soluções mas não necessariamente converter em vendas;
  • Vendas: quando o objetivo são vendas, a comunicação deve ser direta e muitas vezes incisiva, mas é preciso tomar cuidado para não irritar e afastar o público;
  • Canal de atendimento: as redes sociais também são uma ótima oportunidade para entrar em contato com os clientes. Nesse caso, conteúdos de dúvidas frequentes são uma boa opção.

Além desses exemplos, há diversas outras possibilidades de como a sua empresa pode atuar nas redes sociais, então procure entender exatamente o que quer. Não é preciso seguir uma de cada vez, mas tenha certeza que a sua equipe e o seu planejamento conseguem dar conta de todos os objetivos definidos para não deixar nenhum de lado – ou pior: passar mensagens confusas e desconexas para o público e não atingir nenhum cliente. Também, se for preciso mudar o objetivo, não tenha medo, é só estudar como fazer a migração de uma forma sutil.

Escolha das redes sociais no planejamento estratégico

Uma das partes mais importantes da presença de uma empresa nas redes sociais é exatamente escolher bem em quais apostar. Ao contrário do que muitos pensam, é muito ruim replicar um mesmo tipo de conteúdo em várias plataformas diferentes, pois cada uma tem um público e enfoque específicos. Por isso,  é indicado estudar quais as melhores redes sociais para cada negócio e necessidade antes de sair criando perfis por aí.

Definição de metas e indicadores no planejamento estratégico

Nada adianta traçar um objetivo para as redes sociais e não definir onde quer chegar no seu planejamento estratégico. É aqui que entram as metas e indicadores, que ajudarão a definir esse caminho. No entanto, antes de entrar a fundo em metas para redes sociais, é importante abordar duas questões importantes: metas devem ser concretas e é preciso fugir de métricas da vaidade.

Uma meta deve ser algo concreto e bem delimitado. Por exemplo: aumentar o engajamento na página não é uma meta, mas aumentar o engajamento na página em 20% ao longo do próximo trimestre é. Isso, porque uma meta não deve abrir espaço para dúvidas ou interpretações errôneas. No primeiro caso, qualquer aumento já alcançaria a meta, o que não é algo efetivo ou desafiador para o seu planejamento estratégico.

Em redes sociais é muito comum serem valorizados alguns números da vaidade, ou seja, que podem passar a ideia de ser um perfil bem sucedido, mas que não significam realmente sucesso ou resultados interessantes para o seu negócio. Um dos mais conhecidos é o número de seguidores: ter muitos seguidores não significa que eles engajam com os conteúdos compartilhados ou que consomem os produtos da marca. Em outras palavras, ter muitos seguidores pode ser igual a nada para o negócio.

Dessa forma, definir metas e indicadores deve ser algo bem estudado e pensado. Para ajudar, uma boa dica é entender que números podem medir se o negócio está caminhando para o objetivo? Se é em relação a atendimento, pode ser a taxa de resposta; se é vendas, entender quantas foram realizadas a partir dos links compartilhados; se é percepção de marca, quantas vezes a empresa foi mencionada; entre outros.

É importante não esquecer que junto com os indicadores é preciso definir um período de tempo para acompanhar a evolução das metas, assim como se o planejamento estratégico está indo no caminho certo ou se precisa de mudanças.

Otimização do perfil

Pode parecer algo sem tanta importância ou corriqueiro demais, mas a otimização do perfil ou canal nas redes sociais pode fazer toda a diferença no impacto da sua marca no cliente, assim como na interação dele com a marca. Afinal, já imaginou se alguém quer comprar um produto, clica no link no perfil e… ele não funciona. Só nesse caminho é possível perder muitas vendas e clientes!

Para isso não acontecer, certifique-se que a descrição do perfil e os links estão atualizados e corretos e focados em ajudar as metas do negócio. É bom pensar no perfil como uma espécie de vitrine do negócio, tornando-o o mais atrativo possível e usando todas as ferramentas disponíveis na plataforma que possam ajudar nisso.

Planejamento de conteúdo 

O planejamento de conteúdo é uma das partes mais importantes do planejamento estratégico na hora de criar uma rede social. A percepção do público sobre a marca será moldada a partir do que será postado e isso influenciará diretamente nos resultados obtidos.

Para criar um planejamento de conteúdo, o ideal é que sejam definidas algumas questões, como:

  • Linguagem: podendo ser mais formal ou informal;
  • Tipo de conteúdo: levando o objetivo e metas em consideração, pode ser tanto educativo como mais institucional;
  • Formato: serão realizadas enquetes, stories ou só compartilhar notícias e vídeos?
  • Frequência: quantas vezes na semana as publicações serão feitas e quais serão os dias para cada tipo de conteúdo.