fbpx
ganhar dinheiro no youtube

Como ganhar dinheiro no Youtube: tudo o que você precisa saber

Sumário

Existem inúmeras formas de ganhar dinheiro, ainda mais quando estamos falando de um negócio. As redes sociais são algumas delas, frequentemente usadas para ajudar a promover produtos e atingir públicos cada vez mais abrangentes. É aqui que entra o Youtube, talvez uma das plataformas mais movimentadas e com mais opções para quem quer lucrar com a produção de conteúdos. Confira abaixo tudo sobre como ganhar dinheiro no Youtube:

Por que apostar no Youtube para ganhar dinheiro?

Quando se fala em ganhar dinheiro, o Youtube pode ser uma verdadeira mina de ouro. Se alguém duvida, é só parar para pensar: quanto tempo você gasta assistindo vídeos na internet? Podem ser curtos ou longos e nem precisam necessariamente ser do Youtube, pode ser os que estão em outras redes sociais ou os que são enviados em grupos do WhatsApp. Dificilmente você passa um dia sem ver um conteúdo de audiovisual e isso faz sentido: os vídeos serão cada vez mais o formato de conteúdo favorito do público.

Em uma pesquisa de 2019 realizada pela Cisco, foi estimado que até 2021, 82% do tráfego da internet seria gerado por vídeo. Nela, outra resposta interessante surgiu: 80% dos usuários afirmaram preferir esse formato a um texto online. No caso, os assuntos desses vídeos são bem variados: aprender algo em videoaulas, solucionar dúvidas por meio de tutoriais, avaliar produtos para se decidir acerca de uma compra, se informar, se entreter, entre outros. É aqui que as marcas entram.

Segundo a pesquisa State of Video 2018, as empresas que apostaram no formato para benefícios dos negócios afirmaram que viram retorno sobre o investimento. De fato, a tendência é que cada vez mais marcas apostem em vídeos e que as próprias plataformas, como o Youtube, criem ferramentas para ajudá-las como formas de anunciar produtos, por exemplo.

Entre tantas previsões positivas para o futuro do audiovisual, o Youtube tem vantagem, afinal é a maior plataforma de vídeos atualmente, com mais de 2 bilhões de usuários conectados. No entanto, esse não é o único motivo pelo qual a rede faz sucesso. Confira abaixo as principais vantagens oferecidas pelo Youtube:

Alto alcance do conteúdo

Como já citado, o Youtube é uma das plataformas de maior sucesso da internet, com mais de 2 bilhões de usuários. O fato é impressionante pelo volume mas também pela entrega, uma vez que é capaz de reproduzir os conteúdos para bilhões de pessoas e não apresentar falhas. Uma prova disso é que a própria rede divulgou que a sua média diária de exibição é de mais de um bilhão de horas de conteúdo assistidos.

Apesar da crescente concorrência com streamings, o Youtube tem se mantido forte. Para se ter uma noção, ele é o segundo site mais acessado no Brasil e no mundo, ficando atrás somente do próprio Google. A tendência, segundo a previsão da Cisco, é aumentar, uma vez que a preferência pelo conteúdo em vídeo é inegável. 

Usuários fiéis à rede

Além do alcance, o Youtube também é uma plataforma com a capacidade de reter e fidelizar usuários. Alguns dados levantados pela Hootsuite revelam que por volta de 500 horas de vídeos são carregados a cada minuto, sendo que cada pessoa gasta em média 11 minutos na rede todo dia. Esse comportamento por si só já revela que a proposta da rede é diferente da dos streamings, atraindo por meio de conteúdos mais rápidos, por exemplo.

Nessa mesma pesquisa, também foi revelado que o Youtube é a segunda melhor plataforma de vídeos para adultos de 18 a 34 anos, sendo que especificamente nos EUA, 81% dos jovens entre 15 e 25 anos acessam a plataforma com frequência. Talvez por atrair um público mais jovem, a rede hoje já tem a maioria dos acessos por meio de dispositivos móveis, somando mais de 70% do total.

Diversas formas de ganhar dinheiro

Pode não ser exatamente rápido crescer um canal no Youtube, mas uma vez que ele fica famoso ninguém segura. Segundo a própria plataforma, canais com mais de um milhão de inscritos crescem mais de 65% ao ano e um dos maiores exemplos disso é o Kondzilla, canal focado em funk e maior do Brasil, que foi criado em 2012 e hoje conta com mais de 60 milhões inscritos.

Com um crescimento de público, também há mais chances de ganhar dinheiro. Sobre isso, segundo o Youtube, cada ano há um crescimento de mais de 40% da quantidade de canais que ganham mais de 100 mil dólares de receita e aumento de 50% de canais ganhando mais de 10 mil dólares.

Mas não é só pela produção orgânica de conteúdo que se pode achar formas de ganhar dinheiro. Afinal, faz tempo que o Youtube deixou de ser um canal somente para influenciadores, hoje ele é também uma porta de entrada para negócios: não é por acaso que nos EUA as empresas investem mais de 5,5 bilhões de dólares em publicidade. É claro que, com essa tendência crescente, a rede tem se preparado e oferecido cada vez mais formas de trazer vantagens para esse público. 

Para se ter uma noção, mais de 70% dos usuários do Youtube estão envolvidos de alguma forma com marcas e produtores de conteúdo, segundo o Hootsuite, mas eles não estão necessariamente atrás de famosos. O foco de quem usa o Youtube é cada vez mais encontrar conteúdo que vá de encontro ao seu interesse do que feito por pessoas famosas. Em termos de publicidades e anúncios, a rede inclusive percebeu que o protagonismo de pessoas comuns foi muito positivo no engajamento.

A entrega do conteúdo também vai nessa linha. O público tem uma tolerância muito maior para vídeos que não sejam tão produzidos e ofereçam informações valiosas do que para os que podem até ter uma grande infraestrutura, mas não trazem um conteúdo bom. Em outras palavras, o que importa é a entrega de valor para o usuário e o que ele pode aprender com esses conteúdos e não se a filmagem é de alta qualidade, por exemplo. 

Outro dado importante para marcas que querem ganhar dinheiro no Youtube é o aumento em 100% de 2017 para 2018 de tempo assistido dos vídeos de unboxing e resenhas de compras, por exemplo. Essa é uma ótima estratégia de conteúdo para negócios que tenham interesse em criar um canal na rede, uma vez que ao mesmo tempo que é possível promover os próprios produtos, também é uma forma de atrair e engajar o público ao mesmo tempo. 

As formas de ganhar dinheiro no Youtube

O Youtube é uma das redes sociais mais famosas para quem pensa em ganhar dinheiro. Atualmente com mais de 2 bilhões de usuários, dentre eles várias marcas, a rede mudou e tem focado cada vez mais em atender as necessidades dos negócios. Isso significa que há mais possibilidades e ferramentas para lucrar!

Além de contar com várias opções de mídia paga, assim como o Instagram e o Facebook, a plataforma de vídeos foi uma das primeiras a oferecer a monetização a partir da produção de conteúdo. Hoje, no entanto, ela não se restringe a essas opções, trazendo funcionalidades de cadastro de produtos para dentro dos canais assim como de remuneração e engajamento em lives, por exemplo. O quanto é arrecadado varia bastante, principalmente de acordo com a forma escolhida e quão bem é a sua performance, mas ainda assim pode ser uma quantia considerável.

Confira abaixo as formas de ganhar dinheiro no Youtube:

Monetização do canal

Como dito, o Youtube foi uma das primeiras redes a pagar pelo conteúdo produzido pelos usuários como forma de incentivá-los a continuar recheando a plataforma com vídeos de sucesso e atraindo mais público. Aqui vale frisar que nesse modelo, o cálculo da remuneração é geralmente feito com base no número de visualizações.

Para ser pago pela rede por meio de monetização, é importante que o canal faça parte do Programa de Parcerias do Youtube, que vai avaliar principalmente três pré-requisitos para um canal ser aceito ou não:

  • Oferecer vídeos 100% originais, sem infringir direitos autorais de outras pessoas
  • Ter 4 mil horas ou mais de conteúdo assistido nos últimos 12 meses
  • Ser aprovado em termos de tamanho do canal, tipo de conteúdo e engajamento da audiência

Anúncios nos vídeos

Apesar de nem todo mundo ser fã, os anúncios exibidos antes ou durante os vídeos são uma das maiores fontes de renda para produtores de conteúdo do Youtube. Aqui há dois vieses principais para ganhar dinheiro: tanto de quem faz o vídeo e cede o espaço para a publicidade quanto de quem paga pela por ela como forma de anunciar algum produto ou serviço. Nessa troca, o Youtube é o intermediário da equação, uma vez que a criação da propaganda e gerenciamento da campanha, por exemplo, são de total responsabilidade do anunciante.

Independente do lado em que o seu negócio se encontra, é imprescindível contar com um bom planejamento para incentivar o público a assistir os comerciais. Nesse caso, deve haver um esforço dos dois lados, pois quem está assistindo ao vídeo deve querer continuar independente da interrupção do anúncio e ele, por sua vez, deve ser instigante o suficiente para atrair a atenção da audiência para o seu produto. Afinal, quanto mais cliques e visualizações, mais o produtor de conteúdo ganha e mais chances da publicidade converter em vendas. Vale falar que é preciso que o usuário assista a pelo menos 30 segundos ou clique no vídeo.

Principais tipos de anúncios

Engana-se quem pensa que só há um tipo de anúncio dentro do Youtube. Confira abaixo quais são os principais e como funcionam:

Anúncios breves: com duração de mais ou menos seis segundos, esses anúncios podem aparecer antes ou no meio dos vídeos. Também conhecido como bumper ads e ele não pode ser pulado, ou seja, a pessoa é obrigada a assisti-lo inteiro.

Anúncios in-stream: com formato mais longo, pode aparecer no começo ou meio dos vídeos. O seu diferencial é dar ao público a possibilidade de pular depois de cinco segundos ou de assistir até o final.

Anúncios de video action: aparece como um banner levemente transparente sobre o vídeo, mas seu uso é restrito a computadores.

Super chat

Dependendo da região, os Super chats e Super Stickers estão disponíveis como formas de ganhar dinheiro em transmissões ao vivo que incentivam o engajamento do público. O contexto mais comum para sua utilização são shows ou lives bem movimentadas, com muita gente participando e interagindo. Nessa situação, é muito comum que o usuário mande comentários ou perguntas que não são lidas ou respondidas pelo criador de conteúdo exatamente porque elas somem muito rápido devido à alta demanda. É aqui que o Super chat entra.

Essa funcionalidade é usada da seguinte forma: durante uma live, o público terá a opção de impulsionar o próprio comentário para ter mais chance do produtor de conteúdo ler e, se for uma pergunta, respondê-lo. Quanto mais alto o valor pago pelo Super chat, mais tempo a mensagem ficará em destaque.

Clube do Canal

Funcionalidade disponível somente para canais com mais de 30 mil inscritos, o Clube do Canal é um tipo de financiamento coletivo. Ou seja, os inscritos no canal têm a opção de contribuir mensalmente para ajudar e incentivar a produção daquele conteúdo. Em troca, eles têm acesso a brindes (definidos pelo criador), assim como conteúdos exclusivos em primeira mão, alguns exemplos são prévias de próximos vídeos, por trás das câmeras, entre outros.

Youtube Premium

Essa função não está muito nas mãos de quem tem um canal, mas é outra forma de ganhar dinheiro. No caso, quando um assinante do Youtube Premium assiste a um conteúdo, parte da sua assinatura é convertida em pagamento para o canal. Aqui a única estratégia possível é fazer um conteúdo relevante que atraia não só a audiência normal como o os usuários pagos.

Lojinha de Produtos no Canal

Não é só diretamente com conteúdo que é possível ganhar dinheiro no Youtube. Para os canais que têm mais de 10 mil seguidores, é possível cadastrar produtos da sua marca ou negócio no canal e vendê-los por meio da plataforma. No total, é possível fazer até 12 cadastros, que podem ser mostrados de forma automática ou selecionados manualmente embaixo dos vídeos do canal. 

Uma das funcionalidades dessa ferramenta é exatamente promover algum produto específico em uma live. Assim, ele fica em destaque no topo da tela durante toda a exibição do conteúdo.

Nessas duas opções vale oferecer produtos que conversem de alguma forma com o conteúdo do vídeo ou que sejam citados nele.

Planejamento estratégico: como começar a ganhar dinheiro no Youtube

Uma vez conhecida e estudadas todas as formas de ganhar dinheiro no Youtube, é hora de começar a definir um rumo para o seu canal. Isso significa entender quais objetivos alcançar, quais caminhos fazem mais sentido, os indicadores que ajudarão a medir isso… ou seja, fazer um planejamento estratégico o mais detalhado possível para os conteúdos e perfil da plataforma.

Planejar o conteúdo

Se estamos falando de ganhar dinheiro em uma plataforma em que conteúdo é o carro chefe, é ideal começar o planejamento estratégico pensando em como criar vídeos que interessem e sejam consumidos.

Entender seu público-alvo: o ponto de partida

Para quem é o conteúdo que você está criando? Essa é uma das primeiras perguntas que você deve se fazer ao pensar em criar conteúdos. Além de procurar definir do modo clássico, traçando uma faixa etária, interesses, gênero, história, carreira, entre outros, é recomendado que também sejam pensadas especificidades dos conteúdos para Youtube, ou seja:

  • Duração média: seu público-alvo gosta de algo mais direto ao ponto ou prefere conteúdos mais longos?
  • Formato e linguagem: você pode apostar em animações, uma pessoa apresentando, entre várias outras possibilidades. Além disso, a linguagem também é importante, afinal, o público quer algo mais formal ou informal?
  • Frequência e horário: seu público costuma acessar o Youtube quantas vezes por semana e por volta de que horário? Isso ajuda a definir a frequência das postagens do canal.
  • Tipo de conteúdo: o que seu público consome ou gostaria de consumir? Tutoriais, aulas, entretenimento, entrevistas?

Palavras-chave: como guiar os temas

Uma vez definidos o público-alvo e os detalhes que ajudarão a guiar o planejamento estratégico, também é importante mergulhar em palavras-chave que guiem quais temas serão abordados. Assim como o Google, o Youtube funciona como um buscador e isso significa que há temas e expressões mais procuradas.

Dessa forma, para ter mais chances do seu vídeo ser visto, é recomendado buscar quais as palavras-chave que têm uma melhor performance dentro do tema do seu canal e, com elas, otimizar o seu vídeo. Isso significa deixá-las em evidência nos títulos, descrição, hashtags, entre outros.

Faça bem feito: cuidados técnicos e roteiro

O seu vídeo não precisa ter uma qualidade digna de estúdio de cinema logo de cara. Ao mesmo tempo, é bom ter uma infraestrutura com uma boa iluminação e captação de imagem e de áudio. Esses elementos são muito importantes para garantir que o público tenha acesso ao conteúdo, conseguindo ver e escutar tudo que foi gravado. Com o crescimento do canal, é indicado melhorar aos poucos esses quesitos, investindo em câmeras e equipamentos que achar necessários para entregar um conteúdo com cada vez mais qualidade.

Além do visual do conteúdo, é importante que o vídeo tenha um bom roteiro, com começo, meio e fim e um tema central que permeia toda a sua estrutura. Durante toda a sua duração ele tem que construir e entregar valor para o público sendo objetivo na mensagem, caso contrário, as pessoas não assistirão. Aqui, por sinal, é interessante frisar que ficar enrolando no começo dos vídeos é ruim e faz com que haja muitas desistências, por isso, comece de forma sucinta e já introduzindo o assunto.

Essa mesma objetividade deve vir no título, afinal quanto mais claro sobre o que será o conteúdo, mais bem selecionado e interessado será o público. Por sinal, evite a todo custo prometer um tema nas chamadas e no vídeo entregar outra coisa: isso pode acarretar em avaliações e comentários negativos, o que pode prejudicar muito um canal e todo o seu planejamento estratégico.

Aproveite e reaproveite ao máximo cada conteúdo

Se o seu negócio tem mais de um meio de divulgação, seja ele um blog ou outras redes sociais, encontre formas de compartilhar e reaproveitar os vídeos. Por exemplo: em redes como o Instagram, é possível postar uma versão resumida do vídeo ou só uma prévia convidando o público a assisti-lo na íntegra no Youtube. Outra estratégia é fazer artigos sobre o tema (ou abordando temas relacionados) dos vídeos e linká-los ao longo do texto, direcionando as pessoas para lá.

Uma boa dica para o planejamento estratégico do canal é postar com uma frequência mais alta, de duas a mais vezes por semana, e com temas encadeados. A alta frequência faz com que o canal tenha mais visualizações e, consequentemente, aumente o engajamento e a popularidade. Além disso, fazer vídeos com temas complementares ou uma série sobre determinado assunto pode ajudar a prender o público no canal por mais tempo. Com isso, é possível fazer playlists temáticas ou fazer ganchos entre os vídeo, um indicando o outro. Por exemplo: se o tema do vídeo é planejamento financeira, ao meio dele ou ao final é interessante falar que ele precisa ter um bom fluxo de caixa, tema que é explicado melhor em outro vídeo do canal, indicando o link para ele.

Ter métricas bem definidas

Também chamadas de KPIs (Key Performance Indicator), as métricas servem para ajudar a medir o sucesso do conteúdo produzido, assim como revelar outros planejamentos estratégicos que façam mais sentido. Dessa forma, todo o trabalho descrito acima pode ser analisado com profundidade. Cada rede social tem indicadores mais recomendados para usar como referência e no Youtube não é diferente.

Dentro da plataforma de vídeos, há dois KPIs principais:

Tempo assistido

Essa é a principal métrica do Youtube e mede quantos minutos foram assistidos tanto de cada vídeo como do canal como um todo. Como o próprio nome já diz, ela revela quanto tempo o público está ficando no seu conteúdo, o que revela diretamente o quão interessante e engajante ele é. 

Visualização dos vídeos

A visualização de vídeos é mais abrangente do que o tempo assistido, mas ainda assim é um número que pode ajudar o canal. Um maior número de visualizações significa que o vídeo chamou atenção, seja pelo tema, capa ou título, e a partir dessa métrica também é possível entender os dias e horários de postagem que mais atraiu o público, o que ajuda a organizar uma agenda.

Como fazer um canal de sucesso para ganhar dinheiro no Youtube

Apesar de vira e mexe surgirem histórias de influenciadores que faziam vídeos para o Youtube e de repente começaram a ganhar dinheiro, ter um canal de sucesso não é fácil e não acontece da noite para o dia, pelo menos não na maioria das vezes. Tanto para quem está começando do zero como para quem pode ter tirado a sorte grande e viralizado nas redes, o melhor caminho é fazer vídeos e publicá-los com bastante cuidado. 

Confira abaixo algumas dicas de como fazer um canal de sucesso para ganhar dinheiro no Youtube:

Planejamento estratégico

Antes de tudo, é imprescindível ter um planejamento estratégico bem detalhado para o canal. Ele deve conter tanto estudos sobre público-alvo, formatos de conteúdo até definir métricas para acompanhar a evolução da canal e os seus resultados. Para saber tudo sobre o assunto, é recomendado estudar a fundo sobre planejamento estratégico e como começar a ganhar dinheiro no Youtube.

Luz, câmera, ação: como fazer conteúdo para um canal de sucesso

Com uma estratégia definida para o canal, incluindo escolha de temas e a elaboração de um calendário para postagem é hora de planejar as gravações.

Roteiro: a preparação

O roteiro é uma etapa crucial para a produção de conteúdo e subestimar sua importância pode resultar em vídeos desinteressantes ou em trabalho extra na edição deles depois.

Para fazer um roteiro, é ideal que ele tenha um tema bem definido e conte com storytelling, ou seja, uma narração com começo, meio e fim. Isso ajuda imensamente na hora da gravação, pois dá um fio condutor e evita que o conteúdo se perca, por exemplo, se estendendo demais em exemplos ou abordando assuntos que não deveriam ser o foco naquele momento.

Além disso, é no roteiro que ferramentas como os CTAs (calls to action ou, em tradução literal, chamadas para ação) são inseridas. Nesse caso, os CTAs são chamadas simples, mas muito eficientes que levam a audiência tanto para outros conteúdos, como para produtos ou incentivando a interação com o vídeo por meio de curtidas e comentários. É indicado que os CTAs sejam feitos no início, meio e fim do vídeo e que sejam encaixados de forma natural ao roteiro, evitando incomodar a audiência.

Gravação: os equipamentos, treino e cuidados

Para começar, é importante contar com alguns equipamentos que sejam capazes de captar imagem e áudio com uma boa qualidade. Lembre-se: para começar um canal de sucesso, não é pré-requisito um super equipamento, pelo contrário, há produtores de conteúdo que gravam com o próprio celular e um microfone simples. É claro que se você dispor de bons equipamentos de filmagem é recomendado usá-los para ter ainda mais qualidade. De qualquer forma, deve-se certificar que o conteúdo é claro e de fácil compreensão.

É por isso que no momento da gravação é preciso optar por um ambiente bem iluminado e silencioso. Caso contrário, isso poderá comprometer a qualidade do vídeo e prejudicar o conteúdo que está sendo passado.

Outro cuidado do momento da gravação diz respeito a vídeos que contam com apresentadores. Não basta ter um roteiro para conduzir a filmagem, é importante que o apresentador treine bastante o texto e, se possível, o decore para trazer uma narrativa solta e natural, assim como uma dicção clara.

Postagem do vídeo e como otimizar

Engana-se quem pensa que depois da gravação é só postar o vídeo rapidinho no Youtube e pronto. É bem diferente: o momento de postagem exige muito cuidado e detalhe, exatamente para deixar o vídeo o mais otimizado possível e atraente para a audiência. Confira abaixo como fazer:

Thumbnails

As thumbnails são as imagens de capa do vídeo e elas são as principais responsáveis por atrair interessados para assistir ao conteúdo. Quanto mais chamativas e curiosas mais chances do vídeo ser assistido e crescer em visualizações. Um exemplo são montagens de fotos do apresentador com palavras em destaque, sendo que todos os elementos devem se relacionar com a temática principal do vídeo.

Título, descrição e tags

É nessa parte que a otimização relacionada às palavras-chave entra em ação. Como já dito, é indicado que no planejamento estratégico haja um levantamento das principais palavras-chave relacionadas ao tema do canal. Isso serve para ajudar na elaboração de conteúdos que sejam do interesse do público. 

A partir da palavra-chave do vídeo, é preciso elaborar um título que a ponha em destaque e de preferência logo no começo, assim será identificada pelo buscador e pela audiência de forma mais rápida. Mas atenção: não deixe seu título com um ar robótico (cheio de palavras-chave que às vezes nem fazem sentido entre si), ele precisa ser chamativo e natural.

Já nas tags, as palavras-chave devem ser usadas sem dó nem piedade. Portanto, tente encontrar o máximo de termos que possam ser pesquisados pela audiência que queira achar conteúdos como o que você fez. Quanto mais tags, mais chances do seu conteúdo ser achado, no entanto, nada de adicionar palavras que não se relacionam a ele. Se isso for feito, o vídeo poderá atrair pessoas que não tem interesse nele e, consequentemente, ter uma performance negativa.

Por fim, a descrição do vídeo é outro lugar em que a otimização se faz necessária. Algumas formas de fazer isso é caprichar no texto, contextualizando um pouco sobre o tema sem entregar o conteúdo e ao mesmo tempo instigando interessados a assisti-lo. Ao longo da descrição, é recomendado encontrar formas discretas de incluir as palavras-chave.

Outra dica para otimizar a descrição é incluir timestamps, ou seja, links que pulam o vídeo diretamente para uma parte de interesse do público. Adicionar esses links referenciando cada tema abordado é uma ótima forma de fazer com que o público assista a uma parte do vídeo (ao invés de se cansar e simplesmente ir embora). Além disso, também é uma forma de fazer uma espécie de menu com o nome de cada parte, o que significa que é mais uma chance de adicionar palavras-chave e gerar interesse da audiência.

Bônus: legendar os vídeos

Quem tiver a possibilidade de legendar os vídeos, saiba que é uma ótima oportunidade para ganhar mais visualizações. Ao fazer isso, o conteúdo se torna acessível a deficientes auditivos e também permite que pessoas assistam a ele sem som, o que pode ocorrer se o usuário estiver sem fone de ouvido em um lugar público, por exemplo.

Como analisar resultados de um canal para ganhar dinheiro no Youtube

As redes sociais hoje são equipadas com inúmeras formas de ajudar negócios a ganhar dinheiro e isso não é diferente quando o assunto é Youtube. Mas para saber se um planejamento estratégico está funcionando, é preciso estudar no detalhe os resultados gerados pelos conteúdos publicados. Não é à toa que há maneiras tanto oferecidas nas plataformas como por outros aplicativos, de gerar e, principalmente, analisar resultados de um canal, por exemplo. 

No entanto, quando falamos de um vídeo ou canal do Youtube, há muitos aspectos e métricas para onde olhar. Confira abaixo quais os principais e as respectivas ferramentas indicadas para cada um:

Otimização: como fazer o conteúdo ser encontrado

Diferente de outras redes sociais, uma das principais funções do Youtube é a de ser um buscador de conteúdo, similar ao Google. Isso faz com que indicadores envolvendo otimização de conteúdo sejam centrais na hora de analisar resultados. Ou seja: palavras-chave, títulos, descrição, tags e até legendas são questões que devem ser levantadas na hora de enviar um vídeo para a plataforma.

A otimização é importante para aumentar a chance do vídeo aparecer entre as primeiras opções quando o público pesquisar pelo tema que ele aborda ou por um assunto complementar. Para isso, é preciso ser bem meticuloso, pois apesar de parecer simples, otimizar cada aspecto nos vídeos é trabalhoso e não raro algum detalhe pode acabar passando batido.

Para ajudar a analisar os vídeos em relação à otimização, algumas ferramentas são bem úteis. Confira algumas delas a seguir:

Google Keyword Planner

O próprio Google oferece uma forma de buscar os termos mais indicados para o Youtube. Eles vêm acompanhados de informações como volume de cada palavra-chave, assim como também indica outras similares menos concorridas e com as quais é possível ter mais resultados, por exemplo.

Tube Buddy

Um dos mais conhecidos, o Tube Buddy é uma ferramenta bem prática que funciona como extensão do Chrome. Suas principais funcionalidades são testar títulos, descrições e tags antes de ser realizada a postagem do vídeo exatamente para certificar que ele está otimizado da melhor forma possível.

vidIQ

Em alguns aspectos, o vidIQ é muito parecido com o Tube Buddy, uma vez que também ajuda a analisar os principais tópicos da otimização de um vídeo antes de ir para o ar. Além disso, ele também consegue avaliar conteúdos que já foram postados, indicando onde poderiam melhorar (mais tags, título com palavra-chave em maior evidência, entre outros).

Métricas para analisar resultados

Quando estamos falando das métricas para analisar resultados do sucesso de um vídeo, elas são as mesmas que foram definidas no planejamento estratégico do canal. No caso, são as que ajudarão o time a medir a performance dos conteúdos de acordo com o objetivo traçado.

No Youtube, há muitas métricas que podem ser levadas em consideração, mas as duas mais importantes são o tempo assistido e a visualização dos vídeos. Resumidamente, a primeira indica o tempo médio que o público fica assistindo o conteúdo e a segunda, quantas visualizações teve, ou seja, o quão atraente ele é.

Somente com essas duas métricas já é possível analisar se o conteúdo é interessante, uma vez que se não for as pessoas assistirão pouco tempo, assim como se ele se destaca na plataforma, ou seja, se a thumbnail e o título chamam atenção e levam as pessoas a quererem assisti-lo.

Para encontrar esses dados e gerar análises bem interessantes não é preciso ir muito longe, pois o próprio Youtube fornece uma ótima ferramenta: o Youtube Analytics.

Youtube Analytics

Dentro do próprio Youtube, o criador de conteúdo consegue ter acesso ao Youtube Analytics. A plataforma fornece dados ao vivo, sendo capaz de analisar um vídeo por vez, comparar dois ou mais ao mesmo tempo e também trazer informações do canal como um todo. Essa funcionalidade permite fazer uma análise cruzada entre conteúdos, por exemplo: se um vídeo tem mais tempo assistido que outro, algo nele prendeu mais o público. Pode ser a linguagem, o tema, a forma como o roteiro foi construído ou alguma chamada intrigante.

Além de fornecer o tempo médio assistido e as visualizações, o Youtube Analytics também revela várias outras informações e uma das mais interessantes é de onde o público acessou o vídeo. Esse dado é importante para entender o caminho que um possível cliente percorreu. Ele pode ter vindo de outra rede social, de outros canais ou a partir da busca direta no Youtube. É aqui que a ferramenta também pode ajudar a entender o quão efetiva está sendo a otimização dos conteúdos, por exemplo.

Cuidados ao analisar resultados

Agora que você já sabe tudo o que é preciso olhar e onde gerar informações, também é importante saber com o que tomar cuidado ao analisar resultados. Pode parecer simples, mas há alguns detalhes que devem ser sempre seguidos quando o assunto é a avaliação de desempenho de métricas.

O primeiro deles é ter muito claro quais as metas da iniciativa e as métricas definidas. Por exemplo, se o canal foi criado para ganhar dinheiro, como está o faturamento? Se a estratégia era apostar na Lojinha de Produtos, quais os itens mais vendidos, quais os menos? Em que vídeos eles foram oferecidos? Se era por meio da mídia paga, o conteúdo está sendo assistido até o final?

Esses resultados não devem ser checados somente no dia do prazo final, pelo contrário. É aqui que entram o segundo e o terceiro detalhes: checar os resultados com frequência e ter em mente o tempo definido. Se o prazo para alcançar a meta é de um mês é imprescindível checar o avanço toda semana, talvez até mais. 

Todos esses passos são importantes para ajudar a identificar problemas e, se preciso, mudar a estratégia o quanto antes para não perder tempo ou dinheiro em algo que não está sendo vantajoso. Por isso, no primeiro sinal de uma performance ruim ou abaixo do esperado, deve-se analisar se é preciso mudar totalmente a estratégia ou somente alguns detalhes. 

Youtube: a rede com mil e uma opções para ganhar dinheiro

O Youtube é uma rede social que não para de crescer e também não tem previsão para isso acontecer. A tendência mundial de consumo por conteúdos em vídeo unida às diversas formas de ganhar dinheiro na plataforma fazem com que ela seja uma das grandes promessas do mercado online. Por isso, negócios que quiserem crescer tanto como forma de projeção de marca como no aumento do faturamento é bom começarem um canal o quanto antes na plataforma.